Templos

29 Jan 2024, 09:00

Templo de Abu Simbel

Cortados na encosta das montanhas do sul do Egito, os colossais Templos de Abu Simbel são um dos tesouros mais espetaculares do Egito. A Arquitetura dos Templos de Abu Simbel apresenta quatro colossos de Ramsés II sentados, sendo o maior com 20 metros de altura, salvaguardando a entrada. Famosa pelas suas gigantescas estátuas do faraó, a sua localização original foi recriada com precisão na década de 1960, depois de ter sido realocada para uma posição mais elevada devido à construção da Barragem Alta de Assuão. História do Templo de Abu Simbel À medida que as areias do tempo se deslocavam, os templos outrora majestosos desapareceram na obscuridade. O Grande Templo, engolfado por uma vasta duna de areia, desapareceu da memória. Por volta do século VI aC, a areia escondeu as estátuas do templo até os joelhos, enterrando a grandeza e a história do Templo de Abu Simbel . Os europeus permaneceram alheios à sua existência até março de 1813, quando um pesquisador suíço chamado Johann Ludwig Burckhardt tropeçou no pequeno templo e avistou o friso superior do templo principal. Onde está localizado o Templo de Abu Simbel? O templo de Abu Simbel fica na vila de Abu Simbel, na província de Aswan, no Alto Egito, perto da fronteira com o Sudão. A localização do Templo de Abu Simbel fica na margem ocidental do Lago Nasser, cerca de 230 km (140 milhas) a sudoeste de Aswan (cerca de 300 km (190 milhas) por estrada). qual faraó recebeu ordem de construir os templos de Abu Simbel em Aswan? Encomendados pelo Faraó Ramsés II no século 13 aC, eles foram dedicados aos antigos deuses egípcios Ptah, Amon e a si mesmo como uma forma de divindade do sol. Festival do Sol de Abu Simbel O sol ilumina o Templo de Abu Simbel com um excelente alinhamento solar durante os equinócios, de modo que nos dias 22 de fevereiro e 22 de outubro de cada ano ( Festival do Sol de Abu Simbel ), os raios do sol nascente penetraram nos santuários internos e iluminaram três estátuas na parede posterior, um visão impressionante. Como maravilhas arquitetônicas e monumentos de poder, os Templos de Abu Simbel representam o ápice da realização artística e da vaidade real do Novo Reino, continuando a inspirar milhões de visitantes hoje. A Arquitetura dos Templos de Abu Simbel O design do templo é uma vitrine incrível da grandeza da antiga civilização egípcia. Esta impressionante estrutura tem 30 metros de altura e 35 metros de comprimento. Ao entrar, você será saudado por quatro estátuas colossais retratando Ramsés, o Grande, sentado em um trono, com 20 metros de altura. Abaixo dessas figuras imponentes, estátuas menores ilustram Ramsés derrotando inimigos, honrando e protegendo os deuses e a família. Ao entrar, você encontrará uma imagem de Ramsés II sentado em um trono, usando a coroa dupla do Alto e do Baixo Egito. No interior, três salas consecutivas abrangem notáveis 56 metros (185 pés). O salão hipostilo, com 16,7 metros de largura e 18 metros de altura, é sustentado por oito enormes pilares de Osíris, simbolizando Ramsés como o governante do submundo de Osíris e enfatizando a natureza eterna do faraó. Na câmara central, você descobrirá estátuas representando vários deuses, adornadas com representações do faraó, cenas de sua vitória na Batalha de Kadesh em 1274 aC (marcando o primeiro tratado de paz registrado na história) e muito mais. Na fachada, uma fileira de 22 babuínos com braços erguidos venera o sol nascente. O santuário interno abriga os quatro deuses sentados de Ramsés II - Ptah (Deus da criação), Amon (O Deus Criador) e Ra (Deus Sol) - desempenhando um papel central no festival do sol. Não muito longe do grande templo, o templo de Nefertari, uma encantadora obra arquitetônica, fica a 100 metros a nordeste. Decorado com dois grupos de colossos separados por um grande portal, apresenta duas estátuas da rainha e seis estátuas de seu marido, o rei Ramsés II, com 10,5 metros (35 pés). Essas estátuas homenageiam "Hathor", a deusa do amor, do fascínio e da alegria, o falcão do céu Hórus e Maat, a deusa da Justiça, entre outros. As maravilhas infundidas de amor do pequeno templo de Abu Simbel: O encantador Pequeno Templo de Abu Simbel, um monumento ao amor e à devoção, está situado a apenas 100 metros a nordeste do grande templo de Ramsés II. Este local sagrado homenageia a deusa divina Hathor e a estimada rainha Nefertari, amada consorte de Ramsés II. Notavelmente, é apenas o segundo exemplo nos célebres anais do antigo Egito onde um templo é consagrado a uma rainha, ecoando o tributo anterior de Akhenaton à sua querida esposa real, Nefertiti. Ao se aproximar, deixe-se cativar pela fachada escavada na rocha do templo, agraciada por dois grupos majestosos de estátuas colossais, divididas por uma grande entrada. Com mais de 10 metros de altura, essas impressionantes efígies retratam o casal real – Ramsés II e Nefertari. Ladeando a porta, observem-se as duplas representações do faraó: ao sul, adornado com a coroa branca pura do Alto Egito, e ao norte, com a ilustre coroa dupla, ambas complementadas pelas elegantes figuras da rainha. Burckhardt compartilhou sua descoberta surpreendente com o explorador italiano Giovanni Belzoni, que se aventurou no local, mas teve dificuldade para desenterrar uma entrada para o templo. Implacável em revelar a história do Templo de Abu Simbel , Belzoni regressou em 1817 e conseguiu triunfantemente o acesso ao enigmático complexo. Um relato vívido dos templos, acompanhado por desenhos contemporâneos, pode ser encontrado na Descrição do Egito, de Edward William Lane (1825-1828). A história de Abu Simbel é uma história de perda e redescoberta, onde a marcha implacável do tempo envolveu maravilhas antigas no esquecimento. No entanto, através da tenacidade dos exploradores e das páginas dos relatos históricos, o esplendor destes templos foi ressuscitado, permitindo-nos perscrutar os segredos de uma época passada. A realocação dos templos de Abu Simbel Por que o Templo de Abu Simbel em Aswan foi realocado na década de 1960? A realocação dos templos de Abu Simbel em 1959, foi uma missão urgente que se desenrolou quando a subida das águas do Nilo ameaçava as antigas relíquias da Núbia. A construção da Barragem Alta de Aswan representava um grave perigo para este remanescente mais meridional de uma civilização gloriosa. Uma campanha global apoiada pela UNESCO mobilizada para resgatar a história do Templo de Abu Simbel. Em 1964, uma ousada equipa de arqueólogos, engenheiros e operadores qualificados embarcou numa empreitada sem precedentes. Com um orçamento de 40 milhões de dólares (equivalente a 377,42 milhões de dólares hoje), eles partiram para salvar os magníficos templos de Abu Simbel. Ao longo de quatro anos árduos, um feito extraordinário aconteceu. Peça por peça colossal, algumas pesando até 30 toneladas (em média 20 toneladas), os templos foram meticulosamente cortados, desmontados e erguidos em segurança. Este empreendimento audacioso ultrapassou os limites da arqueologia, mostrando a engenhosidade do espírito humano. De onde eles mudaram o templo de Abu Simbel? A realocação dos templos de Abu Simbel e o novo local, cuidadosamente escolhido 65 metros mais alto e 200 metros atrás do rio, tornou-se um santuário para essas maravilhas antigas. Desafiando o fluxo implacável do Nilo, os templos de Abu Simbel ergueram-se orgulhosamente na sua nova casa. O resgate de Abu Simbel exemplifica o compromisso inabalável de preservar o nosso património humano partilhado. É uma prova da dedicação daqueles que se recusaram a deixar que a história do Templo de Abu Simbel se perdesse no tempo. Esta conquista notável garante que as gerações futuras possam continuar a maravilhar-se com o esplendor de uma época passada. Como você chega ao Templo de Abu Simbel em Aswan? Se você estiver interessado em visitar o local do Templo de Abu Simbel , você tem duas opções: fazer uma viagem de um dia saindo de Aswan ou ver durante um vôo entre Cairo e Aswan. Existem três maneiras de chegar a Abu Simbel: vôo de ida e volta de Aswan, terra de Aswan ou entre Cairo e Aswan. Por favor, deixe-me saber se precisar de ajuda adicional; Espero que esta informação tenha sido útil. Quais são os melhores dias para visitar o Templo de Abu Simbel em Aswan ? Os melhores meses para visitar Abu Simbel são janeiro, fevereiro e dezembro, quando o clima é moderadamente quente e agradavelmente fresco. 22 de fevereiro é o Festival do Sol de Abu Simbel, atraindo milhares de turistas, então esteja preparado para grandes multidões. Faça reservas com vários meses de antecedência, pois estes meses são a época mais movimentada para o turismo, com preços mais elevados para hotéis e passagens aéreas. Por que reservo com a Sun Pyramids Tours? Conhecimento e experiência: A Sun Pyramids Tours possui 53 anos de experiência na indústria de viagens e turismo. Itinerários personalizados: Sun Pyramids Tours oferece itinerários personalizados para atender às suas preferências. Quer você esteja interessado em locais históricos, imersão cultural ou atividades de aventura, podemos planejar um passeio que corresponda aos seus interesses. Conexões locais e acesso interno: a Sun Pyramids Tours pode fornecer oportunidades únicas e acesso interno a atrações e experiências que podem não ser facilmente acessíveis a viajantes independentes. Planejamento sem complicações: Sun Pyramids Tours pode aliviar o estresse do planejamento de sua viagem. Cuidamos de toda a logística, incluindo alojamento, transporte e visitas guiadas, a preços competitivos… Relaxe e desfrute das suas férias sem se preocupar com os detalhes. Satisfação do Cliente: A Sun Pyramids Tours se orgulha de fornecer excelente atendimento ao cliente e garantir a satisfação do cliente. Eles se esforçam para atender e superar suas expectativas, tornando sua viagem agradável e memorável. Adicione comentários de consultores de viagem, comentários de páginas do Facebook, etc. Segurança e Proteção: A Sun Pyramids Tours prioriza a segurança de seus hóspedes. Trabalhamos com parceiros confiáveis, seguimos as diretrizes de segurança e fornecemos suporte durante toda a sua viagem para garantir uma experiência de viagem segura e confortável.

Consulte Mais informação
29 Jan 2024, 09:01

Templo de Abidos

Abidos emergiu como um tesouro arqueológico significativo no Egito. É o lar do cemitério real da era pré-dinástica, que revelou conexões intrigantes com a Suméria. Além disso, abriga o Osireion, uma misteriosa câmara subterrânea ligada ao Nilo, construída a partir de blocos maciços. O estilo arquitetônico desses blocos só tem paralelo no templo do Vale em Gizé. Mais tarde, neste local foi construído o templo de Seti I da Sexta Dinastia, que sem dúvida remonta a um período anterior. Onde está localizado o Templo de Abidos e como chegar lá? O Templo de Abidos está situado na cidade de Abidos, que já foi uma cidade sagrada proeminente e uma necrópole da primeira realeza egípcia. Abidos também era um centro de peregrinação para a adoração de Osíris, o deus da vida após a morte, que se pensava estar enterrado ali. Para chegar a Abidos saindo de Luxor, você pode pegar um carro particular ou um táxi, o que levará aproximadamente duas horas e meia. Alternativamente, você pode participar de uma visita guiada que inclui transporte e taxas de entrada com a Sun Pyramids Tours. Contacte-nos para mais informações. Você também pode combinar sua visita a Abidos com outro templo próximo, como Dendera ou Karnak . O Templo de Seti I (1.307-1.291 aC) (A casa de milhões de anos) Considera-se que foi construída no final do reinado de Seti. Seti I , o segundo rei da 19ª Dinastia, era filho de Ramsés I e da Rainha Sitre. Ele se reconciliou com os hititas, que estavam se tornando o estado mais poderoso da região. Seti I e seu herdeiro, Ramsés II, fizeram campanha contra Cades. Em Karnak, ele completou o plano de seu pai ao converter o pátio entre a segunda e a terceira torres em um vasto salão hipostilo. Ele construiu seu vasto complexo mortuário em Abidos. A renomada estrutura que existe hoje é frequentemente chamada de Grande Templo de Abidos . Os elevados relevos deste esplêndido templo estão entre os mais belos de todo o Egito. Este Templo possui um design único, lembrando um “L” invertido. Também abriga as listas mais completas de Reis e Deuses. O Templo abriga sete santuários dedicados a 7 deuses: Osíris, Ísis, Hórus, Amon Ra, Ra HorAkhty, Ptah e Seti I como um rei deificado. Neste Templo encontram-se os relevos pintados e os textos da XVIII Dinastia mais bem preservados. Sete capelas foram construídas para a adoração do faraó e das divindades primárias. Na parte traseira do Templo há uma estrutura misteriosa conhecida como Osirion, que se acredita estar associada à adoração de Osíris, e provavelmente dessas câmaras estendia-se o grande Hipogeu para a celebração dos mistérios de Osíris, construído por Merenptah. O Templo de Seti I também está ganhando reputação por suas esculturas únicas descobertas em uma das vigas do teto. Estas gravuras despertaram um interesse considerável no passado devido à sua notável semelhança com os veículos contemporâneos. No entanto, foi proposto que possam ser o resultado de hieróglifos sobrepostos, que, apesar da sua raridade, parecem plausíveis quando se examina o resto do feixe. A construção do Templo de Seti I ocorreu significativamente depois do Osireion: acredita-se que Seti I foi orientado a construir neste local e que ajustou a direção do templo ao descobrir o Osireion. No entanto, o alinhamento dos dois templos sugere que ele provavelmente sabia da existência do Osireion quando iniciou a construção de seu templo. O Osireion (Poço de Estrabão, A Fonte do Abidos) Quando Seti-I iniciou a busca por um local para seu Templo, ele foi guiado para um local ao norte de Luxor, na curva do Rio Nilo. Aqui, ele começou a escavar os alicerces de seu Templo. Durante este processo, ele tropeçou no Osireion, o antigo templo de Osíris. Se ele estava ciente da existência do Osireion permanece um mistério, mas ao encontrar este antigo templo no caminho de seu novo templo, ele redirecionou seu novo templo para a esquerda. Este templo é o único no Egito que dá uma volta em “L”. A estrutura apresenta disparidades arquitetônicas notáveis em relação ao templo acima e presume-se que seja consideravelmente mais antiga. Tem várias semelhanças com o 'Templo do Vale' em Gizé, que também é reconhecido como um edifício do início da dinastia. No que diz respeito a este assunto, pode ser digno de nota que o templo Osireion é consagrado a Osíris, enquanto o 'templo do Vale' em Gizé está ligado a Ísis. No momento, não temos pistas sobre a data de construção. No entanto, o desenho, a magnitude dos materiais e a total falta de ornamentação sugerem uma origem muito antiga. Até agora, o chamado templo da Esfinge em Gizé sempre foi considerado uma das estruturas mais antigas do Egito. É contemporâneo da pirâmide de Quéfren… Dada a sua composição semelhante mas materiais muito maiores, o reservatório de Abydos apresenta um carácter ainda mais arcaico, e não seria surpreendente se esta fosse a estrutura mais antiga do Egipto. Quem foi Dorothy Eady (Omm Sety) e qual era sua conexão com o Templo de Abidos? Uma das histórias mais fascinantes sobre o Templo de Abidos é a de Dorothy Eady (1904 – 1981), também reconhecida como Omm Sety ou Om Seti, que era uma guardiã britânica de antiguidades e folclorista. Ela serviu como guardiã do Templo de Seti I em Abidos e trabalhou como desenhista para o Departamento de Antiguidades Egípcias. Ela ganhou fama por sua convicção de que havia sido sacerdotisa no antigo Egito em uma vida passada e por sua extensa pesquisa histórica conduzida em Abidos. Sua vida e contribuições têm sido foco de numerosos artigos, documentários de TV e obras biográficas. De acordo com John A. Wilson, o falecido chefe do Instituto Oriental e considerado o “reitor da Egiptologia Americana” pelos seus pares, acreditava que Omm Sety merecia reconhecimento como “um estudioso responsável”. Ela serviu como um recurso para estudos contemporâneos com o objetivo de compreender como os antigos costumes religiosos tradicionais perduraram até os dias atuais, manifestando-se como “costumes populares” observados pelos modernos coptas egípcios e muçulmanos. Ao contrário de outros que professavam ser entidades reencarnadas do antigo Egito, ela era respeitada pelos egiptólogos. Embora ninguém tenha endossado publicamente os fenómenos que ela descreveu, ninguém questionou a sua honestidade, e muitos utilizaram as suas percepções sobre o Egipto passado e presente como fonte de material credível. Templo de Ramsés II O templo vizinho de Ramsés II, embora menor e de design mais simples, ostentava em seu exterior uma notável série histórica de cenas que celebravam suas realizações, com as partes inferiores ainda intactas. O exterior do templo foi adornado com representações da Batalha de Cades. Uma lista de faraós, semelhante à de Seti I, existia aqui; entretanto, os fragmentos foram adquiridos pelo cônsul francês e vendidos ao Museu Britânico. As duas primeiras linhas da lista apresentam os nomes dos reis, enquanto a terceira linha repete o nome do trono de Ramsés II. Qual é o horário de funcionamento do Templo de Abydos O horário de funcionamento do Templo de Abydos é: Diariamente das 7h às 18h Por que reservo com a Sun Pyramids Tours 1) Conhecimento e experiência: A Sun Pyramids Tours possui uma vasta experiência de 53 anos na indústria de viagens e turismo. 2) Itinerários personalizados: a Sun Pyramids Tours oferece itinerários personalizados para atender às suas preferências. Quer você esteja interessado em locais históricos, imersão cultural ou atividades de aventura, podemos planejar um passeio que corresponda aos seus interesses. 3) Conexões locais e acesso interno: a Sun Pyramids Tours pode fornecer oportunidades únicas e acesso privilegiado a atrações e experiências que podem não ser facilmente acessíveis para viajantes independentes. 4) Planejamento sem complicações: o Sun Pyramids Tours pode aliviar o estresse do planejamento de sua viagem. Cuidamos de toda a logística, incluindo alojamento, transporte e visitas guiadas, a preços competitivos… Relaxe e desfrute das suas férias sem se preocupar com os detalhes. 5) Satisfação do cliente: A Sun Pyramids Tours se orgulha de fornecer excelente atendimento ao cliente e garantir a satisfação do cliente. Eles se esforçam para atender e superar suas expectativas, tornando sua viagem agradável e memorável. Adicione comentários de consultores de viagem, comentários de páginas do Facebook, etc. 6) Segurança e proteção: a Sun Pyramids Tours prioriza a segurança de seus hóspedes. Trabalhamos com parceiros confiáveis, seguimos as diretrizes de segurança e fornecemos suporte durante toda a sua viagem para garantir uma experiência de viagem segura e confortável.

Consulte Mais informação